O artista e sua obra

Conheça um pouco mais da carreira do Bomeny, do disco ‘Plano Perfeito’ e clicando na foto, baixe os quatro primeiros singles lançados: ‘Não Vá Dizer’, ‘Viva o Chopp Escuro’, ‘A Todo Instante’ e ‘Plano Perfeito’.

Carioca, Bernardo Bomeny desde cedo começou a se envolver com música, com atenção voltada para o rock and roll. Suas influências vêm desde Jimi Hendrix, Rolling Stones, Eric Clapton, Beatles, passando por Barão Vermelho, Gilberto Gil, entre outros.

Em 98 foi para os EUA estudar guitarra no Musicians Institute, onde teve a chance de participar de workshops com grandes nomes do cenário musical como Robben Ford, Scott Henderson, etc. Formou-se em 2000, quando voltou para o Brasil.

Nesse mesmo ano formou a banda Carne de Pescoço, projeto autoral com fortes raízes no rock à la Stones e Barão, onde atuava como guitarrista e era um dos principais compositores.

Com o fim da banda em 2003, Bomeny iniciou carreira solo como cantor, guitarrista e compositor. Seu primeiro disco foi lançado em 2005, recebendo vários elogios da crítica especializada, como por exemplo, na revista Guitar Player brasileira. Em 2009 foi destaque na garagem do Faustão com os clipes “Eu Nunca Quis te Conhecer” e “Melhor do Que Todo Mundo”, participando ao vivo da estreia da TV Garagem em 2010.

Completando 10 anos de carreira, Bernardo lançou em 2013 o álbum ‘Plano Perfeito’, distribuído pela Tratore.
Reunindo composições próprias, em sua maioria, a ideia central era fazer um álbum que tivesse claras referências ao bom e velho rock’n roll com textos diretos e sem firulas.

São dez canções, incluindo a releitura de ‘Viva o Chopp Escuro’, de autoria de Ronnie Von, o príncipe da jovem-guarda, que ganhou registro em videoclipe e ultrapassou 170 mil visualizações no canal oficial do cantor.

O disco foi gravado na Cia. dos Técnicos Studios no Rio de Janeiro, mixado por Pedro Garcia (baterista Planet Hemp) e masterizado em Seattle. Conta ainda com luxuosas participações, dentre elas Rick Ferreira, Karol Cândido e Sidinho Moreira.